Está atrás de dicas de Florianópolis para planejar sua viagem? Então fica aqui nesse post que ele vai te ajudar com tudo que você precisa saber sobre a capital catarinense! 😉

Um dos destinos mais famosos e desejados do país, Florianópolis deveria estar na wishlist de todos os brasileiros. Não que eu tenha conhecido todas, mas preciso dizer que achei Floripa uma das capitais mais bonitas do Brasil. Isso porque ela tem todo um charme de cidade litorânea pequena, que por alguns momentos me fazia até esquecer que eu estava em uma capital de quase 500 mil habitantes.

Os cenários naturais são abundantes e diversos – em uma pequena ilha temos mar, lagoa, mato e montanhas. A paisagem urbana é quase inexistente quando você não está perto do centro ou na parte continental, e eu achei esse um dos pontos altos da cidade! Além disso, a vibe das pessoas também é incrível. Típica de quem está constantemente próximo da natureza, do sol e do mar.

A verdade é que depois que eu conheci a cidade, entendi perfeitamente porque a chamam de Ilha da Magia. Eu me apaixonei por Florianópolis e acho impossível você não se apaixonar também. Portanto, se você ainda não conhece Floripa, já trate de colocar a capital catarinense na sua wishlist pra ontem! Garanto que não vai se arrepender 🙂


Está convencido e ficou a fim de conhecer Floripa nas suas próximas férias? Então, veja abaixo todas as dicas de Florianópolis que você precisa saber para planejar sua viagem!

  1. O que fazer?
  2. Quando ir?
  3. Quando tempo ficar?
  4. Onde se hospedar?
  5. Vale a pena alugar carro?
  6. Onde comer?

1. O QUE FAZER?

Para quem não sabe, Florianópolis é dividida entre uma Ilha e uma pequena parte continental. Porém, a maior parte da cidade está na Ilha e é lá onde ficam as principais atrações turísticas da capital de Santa Catarina. Basicamente, todas os programas de Floripa são relacionadas a natureza e o cardápio é extenso. Além de diversas praias, na pequena Ilha de Florianópolis é possível conhecer também lagoas, dunas de areia, trilhas…realmente para nenhum turista amante da natureza colocar defeito!

Sobre as praias, alguns dizem que existem 42 na Ilha, outros dizem que são 100. O que importa é que Florianópolis oferece opções para todos os tipos e gostos. A cidade é recheada de praias com cenários paradisíacos e quase intocados pelo homem, principalmente mais ao sul da Ilha. Porém, se você quiser agito e preferir praias urbanizadas, experimente ir até o norte da Ilha e descubra a famosíssima Jurerê ou a região de Ingleses.

ilha do campeche
Um pedaço da Ilha do Campeche vista de cima 🙂 (foto @matheuscardoso)

Além das praias, a região da Lagoa da Conceição é linda de morrer e a lagoa é enooorme! Por ali, você pode simplesmente andar no entorno apreciando a vista ou fazer stand-up paddle, andar de pedalinho, alugar caiaque, passear de lancha…ou seja, a diversão é garantida! Sem falar que se você ficar hospedado por lá, a sensação vai ser de que você está numa cidade serrana. Juro para você, rs. Floripa e suas mil facetas! <3

Agora, se você quiser conhecer um cenário natural diferente, não deixe de conhecer as Dunas da praia da Joaquina. A sensação é de que você está em um deserto! Sem falar na bela vista da praia que se tem lá de cima das enormes dunas da areia.

dunas praia da joaquina
Dunas da praia da Joaquina (foto @matheuscardoso)

Para quem curte se aventurar em meio a natureza, Floripa apresenta ainda diversas opções de trilhas. As mais famosas são as da Lagoinha do Leste, a da Costa da Lagoa, a da Praia dos Naufragos e das piscinas naturais da Barra da Lagoa.

Mas, se você for como eu e gostar de um programinha mais urbano, Floripa também pode te agradar. O centro histórico da cidade é pequeno, mas bem legal de conhecer! Além de lojinhas de artesanato, museus e igrejas, por lá também tem o Mercado Público, um dos lugares mais legais do centro e excelente para explorar a gastronomia local. Uma manhã ou uma tarde são suficientes para conhecer tudo isso e vale a pena!

Ainda sobre passeios culturais e para quem curte conhecer a história do local, uma boa pedida pode ser conhecer algumas das Fortalezas que existem por Floripa, heranças dos períodos de guerra. A mais famosa de todas é Fortaleza de São José da Ponta Grossa, mas existem mais de 5 na cidade!

fortaleza sao jose da ponta grossa
Fortaleza São José da Ponta Grossa, na praia do Forte ao lado de Jurerê (foto @matheuscardoso)

2. QUANDO IR?

Assim como todas as cidades litorâneas onde as principais atrações se resumem a praia, a época do ano mais segura para ir a Florianópolis é no verão. Ir nesse período é a certeza de que você vai conseguir aproveitar da melhor forma tudo que a cidade tem de melhor para oferecer. Por outro lado, não podemos deixar de comentar que essa é a alta temporada da cidade e é quando normalmente está tudo muito cheio e mais caro.

Além disso, outro ponto de atenção sobre Florianópolis é o trânsito. Por ser uma Ilha pequena e estreita, normalmente só existe um acesso para chegar aos lugares. Por isso, é muito comum a ilha estar engarrafada, principalmente na alta temporada, o que pode estragar muito a experiência do viajante em Floripa.

Por esses motivos, muitos blogs na internet recomendam o outono como a melhor época para viajar a Florianópolis. Afinal, nesse período ainda está calorzinho e os turistas já não estão mais lotando a cidade. Eu segui essas recomendações e fui durante o o outono no mês de abril, no feriado da Páscoa.

Minha experiência foi mais ou menos boa indo nessa época, rs! Acabei pegando 2 dias de sol e 2 dias de chuva. Porém, acredito que eu tenha sido um pouco azarada também. Nesse ano de 2019 a Páscoa foi no final do mês, e até então estava fazendo muito sol e calor em abril. Eu estive na cidade justamente quando o tempo virou. O lado bom é que eu realmente peguei preços melhores de hotéis, de passeios e não vi nem de perto o famoso trânsito infernal de Florianópolis. Enfim, o lado bom e ruim de todas as escolhas, né, pessoal?

mercado municipal florianopolis
Mercado Municipal de Florianópolis: um ótimo lugar pra conhecer quando o tempo fechar! foto: @matheuscardoso

3. QUANTO TEMPO FICAR?

Bem, algumas pessoas dizem que Florianópolis tem 42 praias e outras dizem que tem 100. Independente de qual seja a resposta certa, você precisaria de muitos meses para conhecer todas elas, hahaha! Como infelizmente não costumamos ter todo esse tempo para viajar, acredito que em 4 dias você consegue cobrir as principais regiões e praias da Ilha, considerando um roteiro onde você vá conhecer entre 2 e 3 praias por dia.

Se quiser fazer as coisas com um pouco mais de calma, considere ficar até 1 semana na cidade, mas acho que não precisa passar muito disso! 😉

praia da armacao florianopolis
Vista do Pier da Praia da Armação, onde saem os barcos para a Ilha do Campeche. foto: @matheuscardoso

4. ONDE SE HOSPEDAR?

Geralmente essa é uma pergunta que tem muitas respostas. Isso porque varia muito de acordo com o perfil do viajante, os objetivos da sua viagem, entre outros pontos. Mas, no caso de Floripa, para mim só existe uma resposta ideal: Lagoa da Conceição! Vou te explicar o por quê.

Antes de mais nada, é preciso entender como é a geografia de Floripa. Como já mencionei lá em cima, a ilha é bem estreita e com poucos acessos entre as localidades. Em termos práticos, isso significa que as distâncias norte-sul são longas e a região onde você está hospedado pode fazer muita diferença na sua logística. Considerando isso, a conclusão óbvia que chegamos é que quanto mais perto da região central da ilha melhor, certo? Certíssimo! 🙂

O bairro da Lagoa da Conceição fica justamente no meio da Ilha. Está coladinho com as praias do Leste: Joaquina, Barra da Lagoa e Mole. São aproximadamente 30 minutos até a extremidade norte da Ilha, e o mesmo tempo para chegar na extremidade sul. Para mim, ele une o útil ao agradável. Além de estar bem localizado e ter uma paisagem natural linda da lagoa, o bairro ainda possui um centrinho maravilhoso com muitas opções de restaurantes e entretenimento noturno. As opções de hospedagem são muitas também: o que não falta por lá são hotéis, pousadas e Airbnb’s.

Na minha humilde opinião, sempre vai valer a pena se hospedar por lá, a não ser que seu objetivo seja explorar uma única região da Ilha. Por exemplo, no caso você já conhecer muito bem o Sul e dessa vez gostaria de ir somente nas praias do Norte. Nesse cenário, talvez seja mais interessante ficar hospedado no Norte da Ilha. Mas se sua intenção for explorar a cidade como um todo, pode apostar que a Lagoa da Conceição é o bairro que vai mais facilitar sua logística.

hotel saint germain florianopolis
Um pedacinho da Lagoa da Conceição vista do nosso hotel em Floripa. (foto @matheuscardoso)

5. VALE A PENA ALUGAR CARRO?

Essa é uma pergunta muito comum de se fazer quando estamos organizando uma viagem para Florianópolis. De acordo com a experiência que eu tive na cidade, eu diria que sim, vale a pena alugar carro.

De fato, as distâncias entre as praias e atrações da cidade são longas, fazendo com que as viagens de Uber não sejam tão baratas. Além disso, não existe uma malha de transporte público grande, de forma que depender dos ônibus pode atrapalhar seu roteiro e seu tempo disponível para explorar a cidade. Por isso, na minha opinião o carro alugado é a melhor opção de deslocamento. Mesmo que seja mais caro, acredito que a liberdade e o conforto que o carro proporciona compensam no final das contas.

praia do campeche florianopolis
Nascer do sol perfeito que vimos na praia do Campeche em Floripa. Saímos antes das 5hs da manhã de casa, se não tivéssemos de carro dificilmente conseguiríamos fazer isso! foto: @matheuscardoso

6. ONDE COMER?

Florianópolis é uma excelente cidade para se explorar no quesito gastronomia. O forte da região são frutos do mar, sendo a ostra a iguaria mais famosa da capital catarinense. Por isso, o que não falta por lá são opções excelentes de restaurantes desse tipo, como o Ostradamus, o Marisqueira Sintra, o Bar do Arante, o Timoneiro, o Villa do Porto, entre outros milhões. Eu conheci os 3 últimos e recomendo todos eles! 😉

Mas não é só de frutos do mar que vive Florianópolis, né pessoal? Na minha viagem eu conheci outros dois restaurantes que eu fiquei completamente apaixonada e se tornaram os meus favoritos. Anota aí os nomes: Café Cultura e Artesano, ambos localizados no centrinho da Lagoa. O primeiro é um café LINDO de morrer, que além de ter um ambiente incrível e cafés maravilhosos, possui comidas deliciosas também. Já o segundo, é uma pizzaria onde comi uma das melhores pizzas da minha vida.

Se quiser saber com mais detalhes como foi a minha experiência nos restaurantes que eu fui na cidade, veja esse post!

Para facilitar sua busca por restaurantes legais, os melhores bairros para se comer em Floripa são a Lagoa da Conceição, Ribeirão da Ilha e Santo Antônio de Lisboa. Essas são as regiões onde se encontram a maioria das opções e pode ter certeza que você encontrará algum restaurante que vai te agradar nessas regiões!

bar do arante florianopolis
Peixe frito com pirão do tradicional Bar do Arante, na praia Pântano do Sul em Floripa. foto: @matheuscardoso

*

Quer ver mais dicas de Florianópolis? Leia também:


Continue acompanhando minhas viagens em tempo real no Instagram do @blogpelocaminho! =)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Nome