Uma das cidades que eu mais gostei de conhecer aqui no Rio de Janeiro foi Paraty. Com arquitetura colonial, belíssimas praias e uma gastronomia para ninguém botar defeito, Paraty é definitivamente um dos destinos mais imperdíveis do estado. Sem falar que recentemente o munício foi reconhecido como patrimônio mundial da Unesco por sua cultura e natureza! Incrível, não é? 😉

E aí, decidiu que Paraty é o seu próximo destino de viagem? Então cola aqui nesse post que eu vou te mostrar uma sugestão de roteiro para fazer em 3, 4 e 5 dias na cidade!

roteiro em paraty
As ruas alagadas de Paraty: quando a maré sobe, as ruas alagam! Cena muito comum na cidade. (foto: @matheuscardoso)

ROTEIRO PARA FAZER EM 3, 4 OU 5 DIAS EM PARATY

A minha viagem para Paraty aconteceu durante o feriado de Corpus Christi, em junho de 2019, e durou 4 dias. Acabou que eu peguei 2 dias de tempo nublado, o que me impossibilitou de conhecer tudo que eu gostaria.

Entretanto, para esse artigo, decidi escrever uma sugestão de roteiro que eu acredito ser a ideal para fazer em Paraty. Ele abrange tudo que eu acho imperdível conhecer em uma viagem para lá, ainda que eu não tenha tido a oportunidade de conhecer todos os lugares mencionados no texto. Na verdade, parte desse roteiro está na minha #wishlist para uma próxima viagem a cidade. E espero que essa próxima viagem aconteça muito em breve, pois já estou louca para voltar! 😉

Além disso, importante vocês saberem que eu organizei os dias do roteiro em ordem de prioridade. Ou seja, é possível seguir exatamente o plano abaixo independente da quantidade de dias que você tiver disponível.

Veja abaixo o roteiro:


DIA 1:FREE WALKING TOUR + CENTRO HISTÓRICO + SACO DO MAMANGUÁ

Que tal começar sua viagem descobrindo um pouco mais da história e cultura da cidade de Paraty? A melhor forma de conhecer o que tem por trás de cada pedacinho de Paraty é através do free walking tour, uma experiência incrível de caminhada acompanhada por um guia. Não sei vocês, mas eu simplesmente AMO caminhar pela cidade que estou viajando. Melhor forma de conhecer um destino, não há!

Fiz o tour pela empresa Free Walker Tours, que oferece tours de graça todos os dias em dois horários diferentes: 10:30hs e 17hs. Não é necessário agendar com antecedência e também não há limite de pessoas nos grupos. Se você quiser participar do tour, basta ir até o local combinado e chegar com uns 10 minutos de antecedência, para garantir que você não vai perder a saída. 🙂

O ponto de encontro é na Praça da Matriz, a principal da cidade, e não é difícil encontrar o pessoal. Assim que você chegar por lá, logo verá um amontoado de pessoas aguardando o início da caminhada, e também os guias, que ficam parados por ali vestidos com uma camisa vermelha. Quando eu fui, tinham dois guias que formaram dois grupos: um que falava em português, e outro em inglês.

free walker tour paraty
Todos prestando atenção no guia do Free Walker Tour. (foto: @matheuscardoso)

O tour foi realmente uma experiência muito legal e eu super recomendo todos fazerem logo no início da viagem. Foi muito interessante caminhar por todo o centro histórico de Paraty podendo conhecer o passado que existe por trás das construções, das ruelas, dos paralelepípedos…pode acreditar, mas cada pedaço de Paraty tem um por quê! Além disso, nosso guia era super simpático e soube nos passar de forma bem divertida todo o seu conhecimento sobre essa cidade carregada de história.

Ah, e um detalhe importante: sim, o tour é de graça, mas no final dele você é encorajado a deixar o valor que você acredita ter valido o passeio. Pelo que eu percebi, as pessoas costumam deixar uns R$ 20,00. Eu acho esse valor bem justo! 🙂

roteiro em paraty
Igreja Nossa Senhora das Dores, uma das paradas do Free Walker Tour e cartão postal de Paraty (foto: @matheuscardoso)

O tour tem duração aproximada de 1:30hs, então logo depois, que tal aproveitar para almoçar em algum dos vários restaurantes do centro histórico? 

Depois do almoço, minha recomendação é aproveitar o período da tarde para fazer o passeio ao Saco do Mamanguá, um dos paraísos escondidos de Paraty. O Saco do Mamanguá é uma entrada de mar com 8km de extensão e 2km de largura, por isso é chamado carinhosamente de “o único fiorde brasileiro”. Mesmo que não seja exatamente um fiorde, a comparação faz sentido, pois a beleza natural é igualmente estonteante, haha!

O Saco do Mamanguá é uma área de proteção ambiental, possui 33 praias e uma belíssima e preservada área de mangue. Por ali também vivem algumas comunidades caiçaras, que vivem de pesca, turismo e artesanato.

saco do mamangua paraty
Olhem que incrível a entrada de mar do Saco do Mamanguá! Imaginem a imensidão desse lugar visto pessoalmente…<3

Eu fiz o passeio pela Paraty Tours, um agência de turismo que fica logo ali na rua principal, um pouco antes da entrada do centro histórico. Eu particularmente adorei fazer o passeio por essa agência e super recomendo. Fizemos o Netuno Expedition, um fast boat que tem saída todos os dias em dois horários, 9hs e 13:30hs. Essa lancha rápida leva pequenos grupos de até 12 passageiros. O valor por pessoa é de R$ 150,00, mas como eu também reservei pela mesma agência o passeio de escuna para o dia seguinte, ganhei um desconto e ficou por R$ 135,00. O passeio tem duração de 4 horas mais ou menos, e possui 3 paradas em seu roteiro: Praia do Engenho, Praia do Costa e Ilhote do Mamanguá. Em todas há a possiblidade de tomar banho.

DICA: Vá preparado para passar um friozinho na lancha! Como ela é muito rápida, o vento forte e gelado pode incomodar bastante. Certifique-se de levar uma canga ou uma camisa de manga comprida para se agasalhar durante o percurso. 😉

Em cada parada descobríamos um lugar mais lindo que o outro! Na praia do Engenho, ande até o canto esquerdo para poder caminhar em um píer super bonito e fotogênico. Já a praia do Costa é o local onde foi gravada a lua de mel da Bella e do Edward no filme Crepúsculo. A casa do filme existe até hoje na ilha, mas fica toda coberta pela vegetação e quase não é possível vê-la. Mas nessa casa ainda mora o caseiro com suas duas cachorrinhas, que inclusive recebem todos os turistas na beira da praia! Muito fofas, haha!

saco do mamangua paraty
Praia do Engenho, no Saco do Mamanguá (foto: @matheuscardoso)

saco do mamangua paraty
Praia do Costa. Casa do filme Crepúsculo fica escondida atrás da vegetação no canto esquerdo da praia (foto: @matheuscardoso)

O ilhote do Mamanguá é a última parada do passeio, e é onde você pode ter uma vista de cima da entrada de mar. Basta subir o caminho que tem ao lado direito e você chegará no topo da ilhote e poderá apreciar a vista. No ilhote também existe um restaurante onde você ganha uma água de cortesia do passeio, e pode aproveitar para comer um pastelzinho (que na verdade é um pastelzão mesmo, rs!). Comemos o pastel de camarão e estava super gostoso! 🙂

É possível ainda subir o pico do Pão de Açúcar para ter uma vista panorâmica incrível do Saco do Mamanguá. Para isso, é preciso fazer uma trilha de cerca de 1,5km de subida. Parece pouco, mas dizem que a trilha é bem difícil, com trechos de subida íngremes, já que são 438m de altura. Eu não fiz essa trilha então não consigo passar muitos detalhes, mas já vi algumas fotos e o lugar parece ser realmente lindo! Se quiserem mais informações sobre a trilha, recomendo que veja os artigos dos blogs Uma Sul AmericanaVamos trilhar e A Montanhista.

saco do mamangua paraty
Parada no Ilhote do Mamanguá (foto: @matheuscardoso)

saco do mamangua paraty
Foto do pastel enorme do bar! Hahaha! (foto: @matheuscardoso)

À noite, a boa de Paraty é sentar em algum dos vários restaurantes maravilhosos que existem na cidade e apreciar um bom jantar. Paraty é nacionalmente conhecida pela sua gastronomia, e se eu fosse você não perderia a oportunidade de conhecer pelo menos 1 restaurantezinho, hehe! Algumas dicas de restaurantes tops são: Banana da Terra, Quintal das Letras, Bartholomeu, La Dolce Vita, Galeria do Engenho, Caminho do Ouro, Pizzaria da Cidade, Casa Coupê, entre muuuitos outros!

roteiro em paraty
Comprando uma cocadinha em uma das várias barracas espalhadas pelo centrinho (foto: @matheuscardoso)

DIA 2: PASSEIO DE BARCO + CENTRO HISTÓRICO

Para o segundo dia de viagem, faça o clássico e imperdível passeio de escuna para conhecer as ilhas próximas a Paraty. A praia que fica na própria cidade de Paraty não é recomendada para tomar banho, já que ali é onde fica o píer dos barcos. Por isso, para conhecer praias boas, é necessário fazer passeios de barco ou alugar lanchas privativas. Recomendo que você reserve o passeio com alguma agência com pelo menos 1 dia de antecedência, a fim de garantir sua vaga. É importante fazer isso principalmente em alta temporada ou feriados, quando a cidade está mais cheia.

Eu fiz o passeio com a mesma agência que contratei para conhecer o Saco do Mamanguá, a Paraty Tours, e mais uma vez tive uma ótima experiência com eles. Eles possuem 3 barcos, saindo em 3 horário diferentes: 10hs, 10:30hs e 11hs. O passeio custa R$ 60,00, independente do barco que você escolher sair. Eu fui no Netuno II, as 11hs, e posso dizer que esse é o melhor barco que eles possuem.

O Netuno II é o maior barco entre os três, possuindo um segundo andar com espreguiçadeiras, mesas e cadeiras, além de bar e restaurante a bordo. Apesar de ser grande e ter capacidade para 159 pessoas, eu achei a escuna SUPER confortável! Além disso, o Netuno II parece ser bem novo e moderninho. Ah, e não menos importante: o barco não possui música ao vivo, somente música ambiente. Não sei vocês, mas eu prefiro mil vezes assim, rs!

O passeio tem duração de 5 horas e um roteiro que faz 4 paradas: Praia da Lula, Lagoa Azul, Praia Vermelha e Ilha Comprida, todas com parada para banho.

roteiro em paraty
Foto das escunas de passeio no mar (foto: @matheuscardoso)

roteiro em paraty
Só no macarrãozinho (foto: @matheuscardoso)

O restaurante do barco possui um cardápio bem completinho, com opções de petiscos e de refeições completas. Logo quando o passeio começa, o garçom passa em cada família para tirar o pedido do almoço, que é entregue na terceira parada do passeio. Nós pedimos o prato que vinha com peixe frito e purê de batata, mas experimentamos também o gurjão de peixe de um amigo nosso. Todas as comidas estavam bem gostosas! Ao final serviram um brigadeiro delicioso a R$ 5,00.

O bar também possui um ótimo cardápio, com opções de cervejas e drinks, incluindo a tradicional caipirinha Jorge Amado, feita com a cachaça Gabriela. Todo o consumo realizado no bar e no restaurante são pagos a parte do valor do passeio. Porém, estão inclusos de cortesia frutinhas tropicais e um café pós-almoço.

DICA: Chegue com 30 minutos de antecedência da hora de saída para conseguir um lugar nas espreguiçadeiras do primeiro andar do barco. Na minha opinião, esse é o lugar mais confortável da escuna, e é bem disputado! 😉

roteiro em paraty
Eu toda toda no melhor lugar da escuna hehe! (foto: @matheuscardoso)

Como o passeio termina por volta das 16hs, uma ótima ideia para fazer depois é dar mais um passeio pelo Centro Histórico. Eu AMEI o centrinho de Paraty, e poderia ficar um dia inteiro só andando pelas suas ruas charmosas, descobrindo as lojinhas, vendo os artesanatos…eu adoro essas coisas! Como você já vai ter feito o free walking tour e conhecido os principais pontos da cidade, minha sugestão é voltar nos lugares que você gostou mais para conhecer com mais calma.

Não deixaria de conhecer com mais calma a Casa da Cultura, onde tem exposições permanentes além de outros eventos culturais. Quando eu estava lá, descobri que estava rolando uma palestra sobre fotografia, e como nós adoramos o assunto, aproveitamos para ir! Foi uma ótima surpresa! 🙂

roteiro em paraty
Caminhando pelas ruas de Paraty (foto: @matheuscardoso)

DIA 3: PRAIA DO SONO

A partir de agora, entraremos na parte desse roteiro que eu não tive a oportunidade de conhecer, mas que está na minha wish list. Se você tiver um terceiro dia em Paraty, reserve-o para conhecer a Praia do Sono, uma das praias mais bonitas da região. O acesso até a praia não é tão simples, necessitando de trilha ou barco para chegar até ela. Fiz uma rápida pesquisa pela internet e entendi que existem 3 formas de chegar até lá:

  1. Reservando o passeio com alguma agência. Praticamente todas as agências da região oferecem um tour até a praia do sono. Essa opção vai bem para quem não gosta de se arriscar sozinho por aí e quer contar com o suporte de um guia para chegar na praia. Basta encontrar a agência de sua preferência no centrinho de Paraty e contratar o serviço.
  2. Carro + Trilha. Se você tiver com seu próprio carro, basta sair de Paraty em direção ao Condomínio Laranjeiras, local por onde se dá o acesso a praia. É lá dentro do condomínio mesmo onde está a entrada para a trilha. 
  3. Carro + Barco. Se você não quiser fazer a trilha, basta você procurar o ponto de vans dentro do Condomínio Laranjeiras que vai te levar até o pier. É nesse pier que saem os barcos em direção a praia.

DIA 4: TRINDADE

Tendo um quarto dia completo, eu iria para Trindade, vilarejo caiçara que fica a 30 minutos de Paraty. É verdade que Trindade valeria uma viagem só para ela, pois são várias praias e cachoeiras que existem por ali. Tendo um único dia, acredito que existem 2 opções para conhecer o melhor da vila: ir de carro próprio até uma das praias de Trindade e passar o dia nela (por exemplo, Praia do Meio + Trilha para praia do Cachadaço), ou reservar o tour através de alguma agência para conhecer os principais pontos da cidade, sem se preocupar em dirigir entre os deslocamentos.

DIA 5: CACHOEIRAS + ALAMBIQUES

Para encerrar, tem uma outra parte de Paraty que também vale a pena incluir no roteiro. Indo além das praias, adentrando a Mata Atlântica, existem várias cachoeiras e alambiques, que também devem ser incríveis de conhecer. Dentre as mais famosas estão a Cachoeira e o Alambique da Pedra Branca. Uma fica bem perto da outra, e podem ser visitadas no mesmo dia. Aqui é possível ir tanto por conta própria quanto reservando um passeio de jeep através de agências de turismo. 😉


E aí, quem ficou com vontade de conhecer Paraty? 🙂

Tem alguma dica que gostaria de compartilhar? Escreve aqui nos comentários para ajudarmos outros viajantes! 

*

Veja também:

E para acompanhar minhas viagens em tempo real, me segue lá no Instagram do @blogpelocaminho!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Nome