Está com viagem marcada ou pensando em ir para Santiago mas tem dificuldade de organizar um roteiro? Esse post está aqui para te ajudar! Estive na cidade durante o verão e usei como base a minha experiência na capital chilena para chegar numa proposta ideal de roteiro para fazer em 6 dias.

Porém, como eu sei que você pode estar pretendendo ficar mais ou menos tempo na cidade, também fiz uma sugestão resumida de como você pode organizar o roteiro de acordo com seu tempo disponível. Portanto, se você tiver…

Até 4 dias -> recomendo organizar seu roteiro da seguinte forma: 1 dia em Santiago, 1 dia em estação de esqui (se inverno) ou mais 1 dia em Santiago (se verão), 1 dia em vinícola e 1 dia no Cajón del Maipo.

Entre 5 e 7 dias -> esse é o tempo que eu considero ideal para ficar na cidade. O roteiro ficaria mais ou menos assim: 3 dias em Santiago, 1 dia em Valparaíso e Viña del Mar, 1 dia em estação de esqui (se inverno) ou mais 1 dia em Santiago (se verão), 1 dia em vinícola e 1 dia no Cajón del Maipo.

Mais que 7 dias -> nesse caso, você consegue fazer mais um dia de vinícola e mais um dia de estação de esqui (se inverno). Dá para incluir também um bate-volta até Isla Negra, onde está localizada uma das três casas de Pablo Neruda.

Mas então, vamos ao roteiro COMPLETO de 6 dias?

DIA 1: Centro histórico-Mercado Central-Parque Florestal

Que tal começar sua viagem conhecendo o centro histórico de Santiago? Por ali é possível conhecer todas as principais atrações turísticas a pé. Além disso, é uma ótima oportunidade para aprender um pouquinho sobre a história da cidade.

Primeiramente, comece o dia assistindo a troca da guarda no Palácio la Moneda, a atual sede do governo chileno. O evento é super legal de ver e reúne diversos turistas e curiosos. Para chegar até lá, é só ir de metrô até a estação La Moneda, que fica logo em frente ao palácio.

A troca acontece em dias ímpares ou pares (varia de acordo com o mês), às 10hs durante a semana e às 11hs nos finais de semana e feriados. Nesse site do Turismo de Santiago você consegue ver direitinho o calendário e confirmar quando a troca ocorrerá no mês da sua viagem.

roteiro santiago troca guarda
Troca de guarda no Palácio La Moneda

Além da troca de guarda, é possível agendar uma visita guiada para conhecer o palácio por dentro. Pode ser um passeio bastante interessante caso você queira conhecer mais a fundo a história do país. A visita é de graça, mas é necessário agendar com antecedência através do preenchimento de um formulário no site do Governo do Chile.

Ainda no Palácio você pode aproveitar também para conhecer o Centro Cultural La Moneda, que fica no subsolo do edifício. A entrada é livre e gratuita, além de ser lindo por dentro. Sempre há boas exposições por lá, vale a pena a visita!

roteiro santiago centro cultural moneda
Centro Cultural la Moneda

Depois de conhecer o Palácio la Moneda, siga até a rua Bandera. Quando eu fui, essa rua estava toda decorada com balões vermelhos e asfalto colorido. Eu não sei dizer se ela é sempre assim ou se era uma ocasião especial, mas vale a pena a checada! Se tiver decorada, garanto que renderá belas fotos! 😉

Em seguida, caminhe até a rua Agustinas e aproveite para trocar seu dinheiro. Esse é o local onde você encontra as melhores conversões e eu não recomendo que você troque em outro lugar da cidade. As casas de câmbio ficam lado a lado nessa rua, então você consegue comparar com facilidade as melhores taxas. A maioria das lojas ficam no trecho entre as ruas Estado e Morandé.

Depois de trocar seu dinheiro, pegue qualquer rua transversal e suba em direção a Plaza de Armas. Essa é a principal praça da cidade e foi onde Santiago começou. Imagina quanta história não tem nesse lugar? Em volta da praça você verá diversos prédios históricos e governamentais, como o Museu Histórico Nacional e La Ilustre Municipalidad de Santiago, atual sede da administração da cidade. É aqui que fica também a Catedral Metropolitana de Santiago e importantes monumentos, como a estátua de Pedro de Valdivia e o Monumento a la Libertad de América.

Essa hora já deve estar começando a bater uma fome, não? Continue sua caminhada em direção ao Mercado Central para o almoço. Lá você poderá conhecer, degustar e descobrir as diferentes cores e sabores da gastronomia chilena. É aqui que a maioria das pessoas aproveitam também para experimentar a famosa “centolla”, uma espécie de caranguejo gigante cultivado no Chile.

roteiro santiago mercado central
Mercado Central Santiago

Mas como aqui eu trabalho com sinceridade, acho bom avisar: vá preparado para o assédio dos garçons e dos guias de turismo. Eles são bem insistentes e confesso que isso me incomodou um pouco. Além disso, o cheiro de peixe no mercado é beem forte. Se esses pontos não te incomodarem, escolha um dos muitos restaurantes que têm lá dentro e aproveite seu almoço nesse típico ponto turístico da cidade!

Depois do almoço, minha sugestão é caminhar até o Parque Florestal, que está apenas há 10 minutos de distância do mercado. Dentro do parque fica também o Museu Nacional de Belas Artes, que pode ser uma boa opção para encerrar esse dia cultural. Mas, se não for muito a sua vibe, apenas curta o fim do dia e relaxe nesse parque que é um dos mais bonitos de Santiago!

DIA 2: Cerro Santa Lucía-Lastarria-Parque Bicentenário-Shopping Parque Arauco

Para começar seu dia, pegue o metrô de onde estiver e desça na estação Santa Lucía. A entrada para um dos Cerros mais famosos de Santiago fica logo na frente da estação, basta atravessar a avenida principal.

Aproveite sua manhã passeando dentro do parque e suba até o topo do Castillo Hidalgo, de onde se tem uma bela vista 360º da cidade.

roteiro santiago santa lucia
Cerro Santa Lucía e Castillo Hidalgo ao fundo

Após aproveitar e relaxar dentro do parque, pegue a saída do Jardim Japonês e desça na rua Victoria Subercasseaux. Vire na rua Padre Luis de Valdivia e ande até a Jose Victorino Lastarria. Aproveite para conhecer o bairro hipster Lastarria, onde há diversas galerias e museus de arte, como o Centro Cultural Gabriela Mistral e o Museu de Artes Visuales. Se for do seu interesse, vale pesquisar aquela que tiver a melhor exposição para conhecer!

Ainda nessa rua, que tal parar para tomar um sorvete no Emporio La Rosa? A sorveteria é uma das 25 melhores do mundo e está espalhada em diversas lojas por Santiago.

roteiro santiago emporio la rosa
Sorvete do Emporio la Rosa

Para o restante do dia, será necessário pegar um taxi ou Uber pois vamos para uma região mais afastada do centro.

Como eu queria muito conhecer o restaurante Mestizo, peguei um Uber e fui direto almoçar lá. O restaurante fica dentro do Parque Bicentenário e foi o melhor restaurante que eu fui em Santiago. Valeu cada centavo gasto! Hahaha. Se você estiver disposto a conhecer, super recomendo. Se não, pule essa parte e vá direto para o Shopping Parque Arauco, onde você pode almoçar e fazer umas comprinhas.

roteiro santiago parque bicentenario
Parque Bicentenário, onde fica o Restaurante Mestizo

O shopping, além de super bonito, tem todas as lojas que você possa imaginar. Dica para quem estiver disposto a fazer compras: procure o centro de informações do shopping logo na entrada principal, apresente seu passaporte e pegue o livreto de descontos para turista internacional. Alguns descontos são realmente interessantes e pode valer a pena. Procure pelas lojas Paris e Falabella, que são lojas gigantes de departamento chilenas. Com o cupom de desconto, dá para achar umas coisinhas legais e com preços justos!

roteiro santiago parque arauco
Shopping Parque Arauco

DIA 3: Cerro San Cristóbal-Giratório-Sky Costanera

O Cerro San Cristóbal foi um dos passeios que eu mais gostei de fazer em Santiago. O parque é enorme e possui uma bela vista da cidade bem no alto da colina, aonde você consegue chegar através da funicular ou do teleférico.

Para chegar na entrada do Cerro San Cristóbal, pegue a linha vermelha do metrô e desça na estação Baquedano. Atravesse a avenida principal e siga a rua Pio Nono até o final, onde você verá a entrada para o Cerro.

Para ter a experiência completa, compramos o ticket que sobe o morro pela Funicular, uma espécie de bondinho, e desce pelo Teleférico. Recomendo que você faça o mesmo! O ingresso custou apenas CLP 3.400. A funicular te deixa no topo do morro, onde tem um santuário e a vista panorâmica da cidade.

Lá no topo as pessoas aproveitam para experimentar o Mote com Huesillos, uma bebida típica chilena com suco de damasco e grãos de trigo. Dizem que é bastante doce! Caso você queira ter uma experiência de local, acho que pode ser uma boa experimentar! 😉

roteiro santiago san cristobal
Topo de Cerro San Cristóbal

Depois de relaxar e apreciar a vista, pegamos o teleférico para descer. No meio do caminho ele ainda pára no Zoológico, cuja descida é opcional. Se quiser conhecer, pode descer e voltar depois sem precisar pagar uma nova passagem. Eu optei por seguir viagem e fui direto até a parada final, onde saí do parque em direção a rua El Cerro.

roteiro santiago teleferico
Teleférico de Santiago

A experiência de andar na funicular é bem legal! Além disso, fiquei impressionada com a qualidade do teleférico do parque. Super moderno e com uma vista de tirar o fôlego! Definitivamente esse é um dos must-do da cidade.

ATENÇÃO: o teleférico não abre às segundas-feiras, então se organizem para fazer esse passeio outro dia!

Saindo do parque, caminhe pela rua El Cerro até o restaurante Giratorio para o almoço. Esse é o famoso restaurante que gira (literalmente!). Foi uma experiência super legal e diferente, recomendo. DICA: vá na hora do almoço, quando há a opção de menu executivo e o custo benefício é melhor.

Se quiser saber detalhes sobre esse e os outros restaurantes que eu fui em Santiago, veja esse post.

roteiro santiago giratorio
Restaurante Giratorio em Santiago

Após o almoço, fui andando até o Costanera Center, onde passamos o fim da tarde. O Costanera é o maior edifício da América Latina e tem 300 metros de altura. O prédio é dividido em um shopping (imenso, por sinal) e em um centro comercial. Lá no topo do prédio é onde fica também o Sky Costanera, um mirante imperdível de onde se tem a melhor vista da cidade, na minha opinião!

roteiro santiago costanera center
Costanera Center, o maior edifício da América Latina

O acesso aos elevadores que sobem até o Sky Costanera fica dentro do shopping. Custa 15.000 pesos para subir, mas vale MUITO a pena! Eu amei!

roteiro santiago sky costanera
Vista do Sky Costanera

E para encerrar o dia, que tal aproveitar para fazer umas comprinhas no shopping, ein? 😉 Assim como o Shopping Parque Arauco, aqui também é possível pegar a cardeneta de descontos para turistas!

roteiro santiago costanera mall
Costanera Mall

DIA 4: Vinícola-Patio Bella Vista

Esse é o dia do roteiro que você deve reservar para conhecer alguma das muitas vinícolas que existem em Santiago. No meu caso, optei por conhecer a Vinícola Undurraga. Mas além dessa, existem tantas outras vinícolas famosas como a Concha y Toro, Cousiño Macul (que tem um tour de bike oferecido pela La Bicicleta Verde), Santa Rita, Santa Carolina, e por aí vai! Escolha a que mais te agrada e seja feliz!

Sobre a minha experiência na Undurraga:

O tour dura aproximadamente 1h15 e você pode escolher para fazer com um guia que fala inglês ou espanhol. A primeira degustação acontece logo na chegada, quando é oferecido uma taça de champagne enquanto esperamos o resto das pessoas do grupo chegarem.

O tour começa com uma caminhada pelos vinhedos, passa por um jardim com os diferentes tipos de uvas e termina na adega subterrânea. Como era fevereiro, as plantações estavam em período de colheita e cheias de uvas maduras. Por conta disso, pudemos experimentar as próprias uvas e sentir a diferença de gosto entre cada tipo. Foi uma experiência incrível!

roteiro santiago undurraga
Adega subterrânea vinícola Undurraga
roteiro santiago undurraga 3
Plantação com frutos na vinícola Undurraga

O passeio da Undurraga termina com a degustação de 4 vinhos e a visita à loja da vinícola. Achei que valeu bastante a pena. Eu, que conheço pouquíssimo sobre vinhos, consegui aprender bastante.

roteiro santiago undurraga 2
Degustação de vinhos Undurraga

Depois de dedicar a manhã para aprender mais sobre vinhos em alguma das várias vinícolas chilenas, minha sugestão é almoçar e passar a tarde no Patio Bella Vista. O Patio nada mais é do que um shopping a céu aberto, com muitos restaurantes maravilhosos e lojinhas de artesanato. Além disso, em volta do pátio, não faltam opções de bar e restaurantes para conhecer também. O bairro Bella Vista é incrível e um dos melhores lugares na cidade para comer e curtir a vida noturna! Não deixe de conhecer. 😉

roteiro santiago patio bellavista
Patio Bella Vista

DIA 5: Valparaíso-Viña del Mar

Para esse passeio, o ideal é contratar uma agência ou um motorista particular para te levar até essas cidades. Eu optei por contratar um motorista pois queria conhecer as cidades com mais calma e no meu tempo. Ah, e para os que são mais soltos e gostam de liberdade, alugar um carro também é super possível! 😉

Aqui eu vou contar exatamente o que nosso guia fez com a gente, ok? Mas adianto que normalmente os tours são sempre parecidos, independente da agência que você contratar. Vamos ao roteiro!

Nosso primeiro destino era Valparaíso. Porém, antes de chegarmos lá, nosso motorista parou numa loja gigante de vinhos no meio da estrada. Os preços lá são ótimos e ainda é possível fazer algumas degustações dentro da loja.

roteiro santiago valparaiso
Loja de vinhos a caminho de Valparaíso

Chegando em “Valpo”, como é carinhosamente chamada pelos chilenos, nossa primeira parada foi na La Sebastiana, uma das três casas-museu do poeta Pablo Neruda. Fizemos o tour áudio guiado do museu, que dura mais ou menos 45 minutos e custa CLP 7.000. Achei que valeu muito a pena! É incrível ver como Pablo Neruda colocava tanto significado em cada cantinho de suas casas…Além disso, a casa possui um terraço com uma bela vista de Valparaíso.

roteiro santiago valparaiso
La Sebastiana, uma das casas-museu de Pablo Neruda

Saindo da casa e descendo um pouco a rua, você chega no Museo a Cielo Abierto. São ruas com vários grafites/pinturas nas paredes, algo similar ao Beco do Batman em São Paulo. Vale uma paradinha para tirar fotos.

Depois, seguimos até o Porto de Valparaíso, o maior do Chile. Como era domingo, estava rolando uma feira de produtores locais logo em frente, vendendo roupas, cosméticos, comidas. Acabei gastando um tempinho por lá e comprei várias coisinhas artesanais. Aliás, recomendo que você faça esse passeio em um domingo, se puder. Notei que essas feiras de rua deixam a cidade bem mais cheia e animada!

Terminado nosso tour em Valpo, seguimos para Viña del Mar. A cidade é uma espécie de “Búzios” para os chilenos, e é onde muitos moradores vão passar suas férias de verão. A orla da praia é super bem estruturada com quiosques e restaurantes, mas preciso ser sincera com vocês…a praia mesmo não é nada demais. Temos coisas muito melhores aqui no Brasil, rs.

roteiro santiago vina del mar
Relógio Viña del Mar

Nosso motorista nos levou para almoçar no Castillo del Mar, um restaurante bem em frente a praia. Depois do almoço caminhamos um pouco pela orla e visitamos o Moai original que tem na cidade (que é bem pequenino, nada demais!). Assim encerramos nosso dia e voltamos para Santiago.

roteiro santiago viña del mar
Orla de Viña del Mar

DIA 6: Cajón del Maipo (Embase el Yeso + Termas Colina)

Esse é o passeio imperdível de Santiago e que está ficando cada vez mais famoso entre os brasileiros. O Cajón del Maipo é uma região no meio da Cordilheira dos Andes e começou a ser explorado pelos turistas há pouquíssimo tempo atrás. Mas o lugar é tão surreal de bonito que já virou a nova hype de Santiago. Hahaha!

Recomendo fortemente que você contrate uma agência, pois o caminho até lá é bem complicado e não é seguro fazer por conta própria. Normalmente as agências fecham pequenos grupos de até 6 pessoas e os levam em uma 4×4. Além disso, é bem comum que no passeio esteja incluso um pique-nique com vinho e lanchinhos!

A agência que contratamos para o passeio foi a Chile Premium Tour e nós adoramos. A viagem foi feita em uma 4×4 bem confortável e tinham mais 4 pessoas além de mim e do meu namorado. Nosso guia buscou cada um em seu hotel, e na volta deixou cada um em seu destino também.

Nossa primeira parada foi na cidadezinha de San José del Maipo. Paramos lá para comer e comprar alguns mantimentos nas vendinhas que têm em volta da praça principal. Mas como é tudo muito simples, quase não tem opção de comida boa, apenas biscoitos e salgados. Minha sugestão é que você compre sanduíches, água e biscoitos ainda em Santiago e leve com você.

Depois dessa parada, seguimos viagem em direção as Termas Coliñas, um conjunto de 7 piscinas de água natural aquecidas pelo vulcão. Algumas piscinas atingem até 50 graus de temperatura! É válido mencionar que os banheiros e os vestiários estavam em obra quando eu fui, então a estrutura do local para banhistas ainda estava bastante precária. Portanto, vão preparados com toalha, chinelo e uma muda de roupa para trocar, caso seja necessário!

roteiro santiago termas
Termas Coliñas em Santiago

Por fim, seguimos até o Embase el Yeso, um reservatório com a cor de água mais impressionante que já vi. O Embalse foi formado pelo represamento do rio Yeso, que nasce no alto da Cordilheira dos Andes, e hoje abastece toda a capital chilena com água potável. Eu não tenho palavras para descrever o que é esse lugar, então deixo das fotos dizerem por mim. Aqui foi onde nosso guia montou o pique-nique. Nada mal apreciar a beleza desse lugar tomando um bom vinho, não?

roteiro santigo el yeso
Pique-nique no Embalse em Yeso
roteiro santiago el yeso
Embalse el Yeso

Espero que esse post tenha ajudado vocês a organizar sua viagem para Santiago! 😉

Ficou com alguma dúvida? Deixe abaixo nos comentários!

Veja também:

Quanto custa uma viagem para Santiago do Chile?

Dicas de restaurantes em Santiago

Dicas de Santiago: quando ir, onde ficar, o que fazer e muito mais!

Vale a pena ir para Santiago no verão?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Nome