Uma das primeiras perguntas que eu me faço quando estou pesquisando meu próximo destino é se vale a pena ir para o local na época que eu estou planejando. Essa é uma pergunta muito importante a se fazer, pois existem lugares que são muito sazonais e mesmo com a vantagem de viajar mais barato na baixa temporada, não compensam ir se não for na melhor época. Porém, podem ficar tranquilos que Santiago não é um desses casos.

Como todos sabem, a capital chilena é um destino típico de inverno. Mas depois de muito pesquisar, acabei decidindo ir para a cidade no mês de fevereiro e não me arrependi. Acabei tendo experiências e conhecendo lugares que eu não teria conseguido se eu tivesse ido na alta temporada.

Nesse post, separei para vocês 3 experiências que eu tive em Santiago e que foram especialmente melhores por terem sido no verão.

1. VINÍCOLAS EM ÉPOCA DE COLHEITA

Durante a minha viagem eu fiz o passeio à Vinícola Undurraga, uma das muitas vinícolas que existem na cidade. O período de colheita das uvas acontece entre os meses de março e abril, e como eu fui no final de fevereiro, tive o privilégio de ver as parreiras verdes e cheias de uvas maduras. Além de o cenário ficar especialmente mais bonito, é realmente muito diferente do que você encontraria no inverno, quando as plantações estariam completamente secas e a paisagem mais “sem graça”.

Outra experiência incrível que eu pude ter por estar visitando a vinícola nessa época do ano foi a degustação das uvas. Elas são bem diferentes das que estamos acostumados a comer por aqui, e é possível perceber a diferença de sabores em cada tipo. Por exemplo, a uva que gera o vinho carbenet tem um sabor diferente da uva que gera o vinho merlot, e por aí vai. Para os fãs de vinho, é uma experiência e tanto!

Normalmente, todas as vinícolas oferecem degustação de vinhos ao final do tour, independente da época do ano. Mas comer as uvas só é possível nos períodos de colheita, o que torna a visita as vinícolas no verão ainda mais interessante. Se você quiser ter essa experiência também, considere viajar nos meses de fevereiro e março.

santiago verão vinicola
Vinícola Undurraga

2. EMBALSE EL YESO

Outro local que é mais garantido de você conhecer se não for no inverno é o Embalse el Yeso, passeio que está ficando cada vez mais popular entre os brasileiros. O El Yeso nada mais é do que um reservatório de água, formado pelo represamento do rio Yeso, que nasce no alto da Cordilheira dos Andes. Hoje, a represa é a principal fonte de água potável para toda a capital chilena e o acesso até ele foi aberto aos turistas há pouquíssimos anos atrás. Esse foi um dos cenários mais bonitos que eu já vi na vida e definitivamente é um dos passeios imperdíveis de Santiago!

Localizado no Cajón del Maipo, o Embalse fica há mais ou menos 1 hora e meia da cidade. O acesso é bem complicadinho, com estradas tortuosas e estreitas, muitas vezes beirando um precipício. Durante os meses de inverno, se tiver nevado muito na Cordilheira, é bastante comum que as estradas fechem e os passeios sejam cancelados. Por isso, se você tiver na cidade durante essa época, pode ser que não consiga fazer o passeio se as condições climáticas não forem favoráveis. Mas, não precisa desanimar que não é impossível, ok? Conheço bastante gente que esteve em Santiago nos meses de inverno e conseguiram ir até lá sem problemas. Só é importante saber que existe um risco, algo que no verão e em outras estações do ano não há.

santiago verao embalse el yeso
Embalse el Yeso

3. TERMAS COLIÑAS

Outro passeio de Santiago que pode ser melhor aproveitado no verão são as Termas Coliñas, que também ficam na Cordilheira. As Coliñas são piscinas naturais formadas pelas águas do vulcão, e por isso são bem quentes, atingindo até 50 graus de temperatura. O acesso até elas é ainda mais complicado que para o El Yeso, tornando o passeio muito dependente das condições climáticas. Inclusive muitas agências não oferecem esse tour durante o inverno, então a melhor época para conhecer o local é durante o verão ou meia-estação.

Duas coisas que você precisa saber antes de ir as Termas: primeiro, assim como o Embalse el Yeso, esse é um passeio muito novo para os turistas, então ainda não existe uma boa estrutura para receber o público. Quando eu fui, por exemplo, os vestiários e banheiros ainda estavam em obra. Então vão preparados com toalha, uma muda de roupa, chinelo, etc.

Segundo, é importante ter em mente que durante os finais de semana de verão muitos locais vão as termas em busca de lazer, podendo ficar um pouco cheio dependendo do dia. Para aproveitar melhor o local, escolha ir em dia de semana. Só não vale deixar de conhecer esse cantinho imperdível dos Andes, tá bem?

santiago verão termas coliñas
Termas Coliñas

Bom, acho que não restam dúvidas se vale a pena ir para Santiago no verão, né? Se joguem! =)

Quer ler mais dicas sobre Santiago do Chile? Veja também esses posts:

Quanto custa uma viagem para Santiago do Chile?

Dicas de Santiago: quando ir, onde ficar, o que fazer e muito mais!

Dicas de restaurantes em Santiago do Chile

Santiago do Chile no verão: roteiro de 6 dias

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Nome